domingo, 29 de julho de 2018

Bahia: Justiça decreta prisão preventiva de ex-carcereiro acusado de assassinar detento.

Robson Anunciação Chaves
Na manhã desta sexta-feira, 27, policiais civis de Ribeira do Pombal-BA, cumpriram um Mandado de Prisão em desfavor de Robson Anunciação Chaves, 40 anos, acusado de homicídio qualificado.

De acordo com informações, o crime aconteceu quando o agente de serviço público municipal exercia a função de carcereiro na Delegacia de Polícia Civil, onde atuou por um período aproximado de dois meses, e após um desentendimento com um dos detentos teria o assassinado, fato ocorrido no dia 27 de janeiro. Na época, a suspeita inicial seria que Adriano Macedo Rodrigues, 39 anos, tinha morrido de causas naturais, já que o mesmo estava custodiado isolado dos demais presos, por este não oferecer riscos. Após o laudo necroscópico a “causa mortis” apontou para asfixia por esganadura, o que teria sido provocado pelo então carcereiro.

Desta forma, o Delegado de Polícia Civil, Dr. Edemir Luchini, indiciou Robson pela autoria, representando pela prisão preventiva do mesmo, que foi decretada pela Comarca de Ribeira do Pombal. A prisão foi cumprida na carceragem da referida delegacia, onde Robson se encontra preso desde 30 de junho, suspeito de participação no homicídio que vitimou o empresário pombalense João Batista dos Santos (João do Relógio).

Relembre o caso

Adriano Macedo Rodrigues, 39 anos, foi preso na madrugada de 23 de janeiro do corrente ano, acusado de efetuar disparos de arma de fogo em via pública, na Faz. Pinga, em Banzaê-BA. No momento em que foi preso, Adriano se encontrava em aparente estado de embriagues, e tinha negado a autoria dos disparos, porém após buscas na região, os militares encontraram uma espingarda de fabricação artesanal.

Com base em informações de testemunhas, os policiais realizaram a prisão do suspeito, sendo este conduzido para a carceragem de Ribeira do Pombal-BA, onde foi encontrado sem os sinais vitais quatro dias após o crime. por Portal Alerta

Nenhum comentário:

Postar um comentário